BANNER-BG (1).png

Concepção de Estradas com o InfraWorks: como fazer?

A concepção é uma das fases mais importantes em projetos lineares. Múltiplos cenários podem ser elaborados para suportar as tomadas de projeto, de modo a viabilizar a construção e a operação da estrada.


Aprenda neste artigo sobre as possibilidades de modelagem de Concepção de Projetos de Rodovias no software Autodesk InfraWorks!


Para que serve o Infraworks?


O InfraWorks é uma solução da Autodesk voltada para concepção de projetos de infraestrutura. O software permite a criação de elementos de diferentes disciplinas, incluindo: traçados rodoviários e ferroviários, obras de arte especial (OAE), redes de saneamento, platôs, sinalização e outros.


Ambiente de Trabalho e Interface do InfraWorks. Fonte: Autodesk.

No lado superior direito da interface é possível criar propostas para o mesmo projeto, mantendo a base de dados inicial. Sendo assim, você pode importar na proposta master seus dados de entrada e criar propostas a cada cenário de concepção.

Criação de Propostas
Criação de Propostas. Fonte: Autoral.

Pelo gerador de modelos ou model builder é possível selecionar uma área de interesse a partir de um mapa, para que o software reconheça feições existentes, como rodovias e construções, e importe uma base topográfica de bases de dados públicos.

Conheça mais sobre esse recurso no vídeo publicado no Canal do Youtube Mundo AEC:


Como fazer a modelagem de Concepção de Projetos de Rodovias no InfraWorks?


1. Edição de Estradas Existentes

Com o produto obtido pelo Gerador de Modelos, as estradas existentes são reconhecidas como elementos genéricos. Para visualizar a seção transversal e o perfil longitudinal da via é necessário converter o elemento para um Componente de Estrada ou Component Road. Para isso, basta clicar no elemento com o botão direito e assinalar a opção marcada a seguir:


Conversão para Componentes de Estrada. Fonte: Autoral.

Com o Componente de Estrada podemos avaliar os três principais aspectos de um projeto linear: o traçado horizontal em planta, o perfil longitudinal (profile view) e a seção transversal (cross section view). Para visualizar o perfil e a seção, clique com o botão direito sobre o componente de estrada e selecione as opções Profile View ou Cross Section View.

Vista em Planta, Perfil Longitudinal e Seção Transversal no InfraWorks. Fonte: Autoral.

O perfil longitudinal pode ser alterado, com ajustes dos vértices e a inclusão de curvas verticais. O parâmetro K e o comprimento das curvas verticais são definidos a critério do usuário.


Os padrões de projeto (design standards), a função da estrada (function, opte entre rodovia, arterial, coletora ou local) e a sua velocidade de projeto (design speed) podem ser ajustados conforme as necessidades do projeto, nas propriedades do componente de estrada.


A seção transversal pode ser modificada, sendo substituída por seções típicas de estradas que são disponibilizadas de forma nativa no InfraWorks ou incluindo novos elementos. Faixas de rolamento, meio-fio, sarjetas, canteiros, calçadas, barreiras rígidas e outros componentes podem ser adicionados na seção.

Inserção de Elementos na Seção Transversal. Fonte: Autodesk.

Cacterísticas de nivelamento com o terreno podem ser definidos também, em que o InfraWorks apresenta duas opções:

  • Largura Fixa: no intervalo entre 0 e 100 metros;

  • Inclinação Fixa: com limite de nivelamento no intervalo entre 0 e 100 metros e as inclinações no intervalo entre 1000:1 e 0.1:1.

Cabe destacar que como uma solução voltada para concepção de projetos, o InfraWorks apresenta limitações em alguns recursos. Geometrias mais complexas e parâmetros customizados de obras de estradas podem ser elaborados com precisão no Autodesk Civil 3D.


2. Criação de Novas Estradas


Para criar Componentes de Estradas no modelo, vá até a aba Create, em Transportation, na opção Component Road ou use o atalho Control + R.

Na janela de opções, defina se o modo de criação será baseado nos pontos de intersecção (PI) ou em elementos.

No assembly do componente de estrada pode ser definido, assim como os padrões de projeto, a função da estrada e a sua velocidade de projeto.

Criação de um Componente de Estrada. Fonte: Autoral.

Com os parâmetros definidos, você pode criar a sua estrada. O perfil longitudinal pode ser ajustado e as configurações de nivelamento com o terreno definidas.

O interessante do InfraWorks é que além de concepção, o software pode ser utilizado para apresentações de projeto. Para isso, o InfraWorks disponibiliza uma biblioteca com elementos decorativos, tais como árvores, veículos, luminárias, postes, cercas, hidrantes e outros.

Concepção de Projeto de Estrada. Fonte: Autoral.

Corredores podem ser importados do Autodesk Civil 3D para criar uma ambientação tridimensional do projeto mais adequada para reuniões com clientes.


Quantitativos preliminares de terraplenagem e de materiais são calculados pelo InfraWorks, o que facilita a comparação entre os cenários de concepção propostos. No caso da Rodovia BuildLab são apresentados a seguir os volumes de corte e aterro. Em torno de 1500 m³ de corte e 9800 m³ de aterro.

Volumes de Corte e Aterro da Rodovia Build Lab. Fonte: Autoral.

A seguir, você verá os quantitativos de materiais, incluindo os comprimentos, as áreas e os volumes dos elementos lineares, e a contagem de elementos 3D (no caso, as vegetações, as luminárias e o veículo posicionado). Os resultados podem ser exportados em formato CSV para uma comparação dos cenários propostos.

Quantitativos de Materiais da Rodovia BuildLab. Fonte: Autoral.

A BuildLab Academy tem um treinamento online sobre Concepção de Rodovias com o InfraWorks que contempla a interface do software, o desenvolvimento e configuração dos componentes horizontais, verticais e transversais de um modelo de estrada e possibilidades de exportação.


Saiba mais sobre o treinamento no site da BuildLab Academy. Já conhecia o software InfraWorks e as suas funcionalidades? Acompanhe o blog para mais artigos!


Sobre o autor:


Matheus Lima é Engenheiro Civil pela Universidade de Brasília (UnB). Experiência em Projetos de Infraestrutura com uso do Building Information Modeling (BIM) e Geographic Information Systems (GIS). Atualmente aluno do Master BIM para Infraestruturas, Engenharia Civil e GIS da Zigurat Global Institute. Fundador da página no Instagram @bim_infra. Professor de cursos livres de Projetos de Estradas com os softwares Autodesk Civil 3D e Infraworks.